Hospedagem de Sites com cPanel, Domínio, Emails, PHP, Mysql, SSL grátis e Suporte 24h

DIA NACIONAL CADETES 2015

DIA NACIONAL CADETES 2015

    Na tarde do dia 18 de Abril de 2015, realizou-se na Escola de Tecnologias Navais (ETNA) a homenagem solene da evocação do centenário dos feitos heróicos do Batalhão de Marinha no Sul de Angola, comandado por Afonso Cerqueira. Lembramos que esta Escola é a Unidade herdeira da tradição dos Batalhões de Marinha do princípio do século XX.

     O Corpo de Cadetes do Mar e o Corpo de Cadetes do Exército de Portugal associaram-se a esta cerimónia, escolhendo este dia para seu Dia Nacional. Também a Comissão Nacional para a Evocação do Centenario da Grande Guerra se associou à efeméride.

     SEXA o Almirante CEMA, Macieira Fragoso chegou à parada da ETNA às 15h30 e foram-lhe prestadas honras pelos Cadetes de Portugal, comandados pelo Capitão-de-mar-e-guerra Franco Facada, Comandante do Corpo de Cadetes do Mar de Portugal, por inerência de funções de Comandante da Fragata D. Fernando II e Glória. Em seguida o CEMA passou revista às Unidades de Cadetes formados na parada. Foi depois colocada uma coroa de flores com escolta da Unidade de Cadetes do Mar Fuzileiros, tendo-se o Almirante CEMA associado à homenagem, acompanhado pelo Presidente do Grupo de Amigos do Museu de Marinha Contra-Almirante MN Moreira Braga.

     Após os toques de homenagem a “Mortos em Combate” executado pela Fanfarra do Corpo de Fuzileiros, e o Hino Nacional tocado pela Banda da Armada e cantado pelos presentes, SEXA o Almirante CEMA visitou as sete salas de exposição dos trabalhos de final de ano das Unidades de Cadetes Presentes, tendo mantido animada conversa com os Cadetes autores dos projectos expostos.

     O Dever da Memória dos jovens Cadetes das Escolas de Portugal, cumpriu-se neste dia, através da homenagem que quiseram prestar a todos os que Defenderam Portugal no Século XX, pelas armas, com a sua inteligência ou pelo seu trabalho quotidiano, empenhado e competente.

     Mas Portugal precisa de continuar a ser defendido; por isso os Cadetes de Portugal se comprometeram em público nesta jornada: - a combaterem o esquecimento deliberado a que remeteram as causas por que Portugal se bateu em todas as épocas da sua História heróica e cosmopolita; - a desmascararem no dia a dia os inimigos de Portugal e o relativismo apátrida veiculado na escola e nos media; - a assumirem com orgulho a herança de defensores do nosso Portugal de sempre; - a cumprirem o dever patriótico de recordar os heróis de Portugal, para que sirvam a todos de exemplo. A demonstrá-lo os Cadetes exibiram os seus trabalhos alusivos a estas causas, a SEXA o Almirante CEMA, aos Almirantes, Generais e Comandantes convidados, aos pais e aos professores das Escolas e ainda aos convidados das Associações parceiras que aderiram.

     Assim, os jovens, vindos de todas as Escolas e Clubes que já têm Cadetes do Mar e Cadetes do Exército, vieram ali mostrar a sua gratidão para com os que defenderam Portugal na Grande Guerra e lutaram na África Portuguesa, faz cem anos. Mas também quiseram homenagear todos os militares presentes, que igualmente defendem Portugal, para que continuem a orgulhar-se de usar os uniformes e as medalhas que ali exibiram, símbolos do seu esforço e mérito, que merece ser por todos reconhecido e é legitimado pela Pátria.